SINTONIA . CONHECIMENTO DIRETO . CELEBRAÇÃO fortalecimento interno . consciência . integração . agni@agni-ec.com.br


domingo, 20 de abril de 2014

VIVENDO O PAI NOSSO

“mas livra-nos do mal”
Quando o ser prepara-se para a vida carnal está cônscio de toda a realidade espiritual. É com base nessa consciência que ele escreve a sua vida carnal. Pede situações que possam auxiliá-lo a elevar-se espiritualmente participando de toda a glória celeste. Louva a Deus pela chance que lhe é oferecida e compromete-se a se aplicar no sentido de executar todas as provas que se dispôs.
Quando se prende à matéria densa, os valores de sua consciência alteram-se e o desejo e o individualismo nascem. Com isso a sua busca se altera. Se antes do nascimento o ser quer participar da glória celeste, agora busca a satisfação.
Dentro desses parâmetros, podemos perguntar: o que é bem ou mal? Para o ser desencarnado o bem será tudo aquilo que lhe servir como instrumento para participar do reino de Deus, mas quando encarna, o bem será tudo aquilo que contentar os seus conceitos.
Quando pedimos a Deus para nos livrar do mal, fazemos com a consciência de encarnados, mas o Pai entende com a consciência espiritual. Desta forma, o que é mal para nós não o é para Deus.
Sabe por que você que reza e não alcança a sua satisfação? Porque pede a Deus na oração que não a promova. Quando reza pedindo ao Pai que o livre do mal está dizendo a Ele que não satisfaça os desejos de sua consciência material.
Viver em oração é viver com essa consciência. Tudo que nos acontece é obra de Deus como instrumento para nossa elevação. Foi fruto de nossa própria requisição quando ainda tínhamos como objetivo à glória divina.

MAIS...


Nenhum comentário:

Postar um comentário