SINTONIA . CONHECIMENTO DIRETO . CELEBRAÇÃO fortalecimento interno . consciência . integração . agni@agni-ec.com.br


quarta-feira, 9 de abril de 2014

O PODER DA MEDITAÇÃO/HARMONIZAÇÃO,
DO DECRETO,
DO BENDITO
COMO INSTRUMENTO DE SINTONIA

O que é sintonizar?
Sintonizar é permitir que duas frequências se comuniquem. Quando sintonizamos com alguma coisa, entramos em comunicação estreita com ela. A atenção é o instrumento que possibilita a sintonia. Portanto, onde está fixada nossa atenção aí é o canal onde estamos sintonizados.

Ao sintonizarmos determinada frequência, estamos estabelecendo uma comunicação com ela e o conteúdo de ambos os lados sintonizados se misturará, alterando sua constituição original.

Nossa atenção centrada num determinado ‘caminho de viver’, estabelece uma determinada sintonia que permite o fluir das emanações deste caminho para nós e vice-versa.

Então, se escolhemos caminhar pelo caminho que nos aproxima de Deus, ou seja, que nos aproxima de vivermos ‘amando a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a nós mesmos’, é preciso que nos mantenhamos centrados neste foco, não permitindo que as artimanhas da mente, do ego tentador _ que objetivam desviar nossa atenção  para nos manter presos na materialidade, no foco ‘humano’ _  possam prevalecer em nós.

É importante lembrar que, como estamos humanizados, vivendo sob uma egrégora mental, humana, há uma tendência natural em se viver pelos valores da materialidade. Eles estão mais evidentes para o ser humano e fazem o seu trabalho de manter o ser no aprisionamento de seus conceitos, de seus conhecimentos, de seus valores. Desde sempre o indivíduo é treinado e condicionado a reconhecê-los como única verdade e a praticá-los cegamente, em sua vida.

Mas não basta apenas reconhecer, atestar esta situação.

É necessário ser ‘ativo no positivo’, ou seja, se se deseja reverter determinada situação, passar a viver por outros valores, romper a inércia de uma determinada frequência estabelecida, é preciso ousar modificá-la.

E, da própria física sabemos que, a inércia é uma propriedade da matéria e da energia de permanecer no estado em que se encontra.  O princípio da inércia diz que todos os corpos são "preguiçosos" e não desejam modificar seu estado de movimento: se estão em movimento, querem continuar em movimento; se estão parados, não desejam mover-se.

Sabemos que há uma ‘resistência’ natural a que seja modificado qualquer estado. Ou seja, a tendência natural das coisas _ caso não seja inserido, com força e determinação e constância, um novo vetor para modificar este estado _ é de se cristalizarem, de permanecerem como estão.

Portanto, a Meditação, o Decreto, o Bendito, vem como o caminho necessário para se estabelecer no ser, uma nova sintonia. Uma sintonia que sai do externo, da aparência, e penetra no interno, no essencial. Para tanto é preciso que este novo vetor atenda algumas características de intensidade, tônus e constância.

É preciso que esta nova força seja forte o suficiente para vencer o estado de inércia, forte o suficiente para vir transformando-o e constante o suficiente para vir mantendo a nova sintonia.

Uma sintonia com a Luz. Uma sintonia com o Amor. Uma sintonia com um estado de plenitude que é devido ao ‘ser espiritual’ que somos em essência! E que nos é negada por nós mesmos, quando nos reconhecemos apenas como ‘seres humanos’. E quando vivemos enclausurados aos valores humanos, de só aceitar o ganhar, o buscar a fama e o reconhecimento, o viver na dependência, condicionados àquilo que o mundo externo oferece.

Meditar, Decretar, Afirmar com fé, permitir o canto do coração através do Bendito, abrem, de passinho em passinho, a comunicação com o coração. A partir daí inicia-se um processo de fortificação da fé, no reconhecimento da existência de  um poder muito maior do que aquele que o mundo pode conceder.

Ai se inicia o processo de romper a camisa de força das limitações auto impostas, para se iniciar o processo de construção de um Campo de Força da criação consciente.

Entrar em contato com um Poder que é capaz de permitir ao ser humanizado viver a vida que ele tem para viver SINTONIZADO no Amor e na Luz! E com isso viver em estado de paz e serenidade, diante de qualquer circunstância da sua vida, na certeza de que este Poder que é a Inteligência , a Justiça e o Amor, opera  _ independente de nossa própria vontade, mas em relação direta com a nossa fé e a nossa entrega:
* de uma forma inteligente (oferendo em nosso dia a dia as conexões, os desafios, trazendo as relações mais indicadas para nossa evolução);
* de uma forma justa (oferecendo a cada um de acordo com suas obras, ou seja, o que cada um precisa e merece);
* de uma forma amorosa ( oferecendo a cada um novas oportunidades de passar pelos mesmos desafios para poder chegar a responder a eles com Amor).

Portanto, este Poder sempre age de acordo com o que é melhor, de acordo com o que é o certo para o nosso crescimento espiritual e não humano.

Esta convicção, à medida em que vai sendo firmada pelas Meditações, Decretos, Benditos, vai se expandindo em nós e nos retroalimentando, nos trazendo em retorno, a Força e a Fé que precisamos para manter o processo em funcionamento até que tenhamos ascendido totalmente na Luz e sejamos livres de toda influência e aprisionamento mundano.








Nenhum comentário:

Postar um comentário