SINTONIA . CONHECIMENTO DIRETO . CELEBRAÇÃO fortalecimento interno . consciência . integração . agni@agni-ec.com.br


domingo, 30 de dezembro de 2012

O QUE PROPÕE O NOVO PADRÃO DE VALORES? 

     O novo padrão de valores  propõe aceitar a vida como ela se apresenta sem pretender mudar, sem querer outra vida, porque ‘tudo’ o que cada ser humano tem é a ‘sua’ vida para viver.
·        
           O novo padrão de valores   propõe viver a vida que se tem para viver com simplicidade, que dizer sem complicação. Fazer o que lhe cabe com atenção e entrega amorosa, porém sem expectativas. Viver o agora, viver  que a vida traz, sabendo que o que ela traz para cada ser humanizado viver é sempre o que cada um precisa e merece.

·         O novo padrão de valores  não compactua com a proposta de prisão no sofrimento que a mente constantemente está apresentando. O sofrimento existe, porém é preciso ‘sofrer sem sofrer’, ou seja, passar pelo sofrimento sem se deixar cristalizar na lamúria e no sofrimento.

·      O novo padrão de valores aceita e permite que cada um  viva a sua verdade, sem ter padrões de certo e errado. Nada há de errado, pois tudo o que cada um vive está de acordo com as ações pré-programadas para a sua existência. E vem cumprir uma missão e/ou uma expiação. Portanto o homem não pode fugir de praticar os atos que estejam escritos no livro de sua vida. Ninguém jamais poderá deixar de fazer aquilo que esteja fazendo ou que fez.  

·         O novo padrão de valores reconhece que tudo o que acontece à volta do ser humanizado é um espelho de si próprio, para que possa ‘se revelar’ a si. Não há culpados e apenas o próprio ser humanizado é responsável por sua realidade.

·        O novo padrão de valores  propõe um trabalho mais consciente com relação às emoções. Libertar-se do funcionamento de ‘mero joguete’ das emoções e aprender a ser maduro emocionalmente, deixando de ser criança birrenta que quer que tudo seja feito do jeito que ela quer, senão chora, briga, se revolta, sofre. E acusa a deus e ao mundo por seu sofrimento. Portanto, desenvolver inteligência emocional para agir com maturidade diante da vida, optando pela felicidade.

·         Passar pelo sofrimento porque ele faz parte da condição humana, e mesmo assim aprender a  viver a felicidade incondicional. Aquela que não tem condição para existir porque já existe. E permite que cada um viva em paz consigo mesmo e com o mundo.


_________________________________________________________________________________




Nenhum comentário:

Postar um comentário