SINTONIA . CONHECIMENTO DIRETO . CELEBRAÇÃO fortalecimento interno . consciência . integração . agni@agni-ec.com.br


terça-feira, 18 de fevereiro de 2014

ENERGIA
A ENFERMIDADE e a CURA
Yaco Albala

2. A Cura Suprafísica

A cura suprafísica fala de níveis etéricos, níveis nitidamente energéticos.
São as enfermidades que provém da vida de relação.
O ser humano, pelo fato de desconhecer-se, permite a entrada de energias totalmente estranhas a ele, que se instalam e formam como que embaixadas. Em algum momento isto tem que sair para fora. O residente, a personalidade, o espírito não pode fazê-lo. Então, em algum momento, um mecanismo X expulsa isso na forma de uma enfermidade.
Curadores podem trabalhar muitíssimo sobre este plano. A imposição das mãos pode dar grandes resultados. Vai depender muito da atitude do paciente.
A cura supra física consiste em compreender como foi o grande esquecimento de si que a pessoa teve, a pouca possessão que teve sobre seu veículo, que de alguma maneira e estranhamente o comparte com muitas influências e se cria um corpo sendo habitado por ele e um conjunto inumerável de influências, que começam a decompor a vida individual da pessoa. Se a pessoa não as identifica, ela termina pensando e sentindo tal qual essas energias e crê que é ela quem pensa e sente assim. Não. São essas energias que pensam e sentem. E aí começa a criar-se a primeira divisão. Essas energias começam a predominar e a invadir o setor da identidade. E uma das formas mais notórias de expulsar essas anomalias é o câncer. É preciso desalojar essas influências e recompor a identidade.
É preciso saber quem a pessoa é antes de toda ajuda energética, suprafísica que possa ter. A ajuda deve ser para que recomponha sua identidade, para que tome posse daquilo que, de alguma maneira cedeu para as influências. Se o pensamento, a mente, o espírito pode identificar essas influências, as desaloja. E se as desaloja, vai ganhando identidade e começando a cura.
Pode ‘fotografar’ a vibração da enfermidade e ser preciso: deste setor veio a enfermidade. E quando se dá conta, isto começa a evaporar-se. E tudo pode começar a mudar.




Nenhum comentário:

Postar um comentário