SINTONIA . CONHECIMENTO DIRETO . CELEBRAÇÃO fortalecimento interno . consciência . integração . agni@agni-ec.com.br


sábado, 25 de julho de 2015

A POSSE, A PAIXÃO E O DESEJO NÃO PODEM SER ELIMINADOS
extratos do estudo O PODER DA FELICIDADE realizado pelo ‘amigo espiritual Joaquim’ que nos ajuda a tomarmos posse do poder gerador da felicidade, que todos temos e que nos confere autonomia sobre nosso estado de espírito (de felicidade ou sofrimento), tornando-nos ‘senhores de nós mesmos’.
...
“É preciso entender que o universo é imenso, seja ele material ou espiritual. Em todos os cantos deste universo, sejam planetas, estrelas, sóis ou espaço entre eles, há vida inteligente, com inteligência. Pode não ser o que vocês conhecem como inteligência, mas há vida com inteligência em todo canto. Até porque o universo inteiro é povoado por espíritos e a inteligência é um atributo do espírito. 

O que diferencia os seres universais não são os lugares que eles habitam, mas sim as características da inteligência que eles possuem. Ser um habitante de Plutão, por exemplo, ou de Vênus, é ser um ser que possui uma inteligência com determinada característica. Dizer-se como habitante da Terra é ser um ser que possui uma inteligência com outras características ou que funciona de uma forma diferente daqueles. 

No caso dos terrestres, viver com posse, paixões e desejos é o que caracteriza suas inteligências. Elas é que constituem a forma de operar, de existir da inteligência terrestre. Então, respondendo a essa pessoa e a todas que passam pela mesma situação, como dizendo: se você for esperar não ter desejos, posses e paixões para poder ser feliz, acho melhor esperar sentado, porque isso demorará muito. 

É impossível deixar de tê-las. O ser só deixará de viver criações mentais que não contenham estes elementos quando não estiver mais ligado a uma personalidade humana, uma personalidade da Terra. Quando isso acontecer, ele estará ligado a outra personalidade de outro planeta que será constituída por outras características que servirá para o funcionamento da inteligência. 

Portanto, o caminho para acabar com o sofrimento não é extinguir as posses, paixões e desejos. Se não é esse, qual é, então, o caminho para a felicidade? Aprender a lidar com estas caraterísticas mentais. Isso se faz tendo posse, sem possuir, tendo paixões, sem estar apaixonado e tendo desejos sem desejar. 

Esse é o segredo da felicidade. Não espere que a mente vai mudar e deixar de usar destas características apenas porque você ouviu ensinamentos que dizem que elas não devem existir. Isso não pode acontecer. 

Na verdade, o que poderá acontecer é que a sua mente usará toda e qualquer informação que receber, submetendo-as ao tripé das suas características. Isso quer dizer que qualquer novo elemento que tiver conhecimento nesta vida será tratado pela personalidade humana com a utilização da posse, paixão e desejo. 

Isso é muito importante que os seres humanizados entendam. Conversamos muito sobre elevação espiritual nos últimos quinze anos, fora o tempo que já passaram em contato com outras fontes que falaram do mesmo assunto, mas ainda não entenderam que a mente humana transforma esta busca num desejo, quer a vivencia com paixão e quer realiza-la através da possessão. 

É este detalhe que não compreendem: tudo o que entra na mente é usado pela mente dessa forma, é submetido à ação deste tripé. Por causa desta incompreensão, saem desenfreadamente buscando uma elevação espiritual seguindo as formações mentais e com isso, apenas conseguem uma nova vivência que ainda é subordinada às características da mente. Mantendo-se apegados à estas características o que podem ter conseguido se o conseguir algo depende da libertação delas? 

Eis aí a questão que leva ao sofrer por não conseguir colocar em prática os ensinamentos, que é uma das questões desta pergunta que estamos respondendo agora. 

Qual a solução para este sofrer? Buscar a elevação espiritual sem posses, sem paixões e sem desejos. Como se faz isso? Vamos conversar agora. 



ELEVAÇÃO SEM DESEJO

Nenhum comentário:

Postar um comentário