SINTONIA . CONHECIMENTO DIRETO . CELEBRAÇÃO fortalecimento interno . consciência . integração . agni@agni-ec.com.br


sábado, 18 de janeiro de 2014

AGIR,REAGIR...LIBERDADE?
Até que ponto o ser humano pode realmente ser livre?
Quando se confronta com manifestações da natureza, guerras, violências, incompreensões, ele verifica que realmente o único poder que tem é o poder de escolher a forma como reage diante do que acontece.
Existe um espaço entre o estímulo e a resposta. Nesse espaço está o seu poder. De escolher a sua reação. E em sua reação está o seu crescimento e a sua liberdade.
A humanidade encontra-se cada vez mais diante de provas onde energias espirituais novas e poderosas impactam a consciência humana, gerando ansiedade e depressão em uns e trazendo um sentido de novas possibilidades em outros.
Esta é a natureza criativa deste espaço entre o impacto e a reação.
A forma como o indivíduo reage aos impactos da vida é determinada por ele.
A humanidade vive num oceano de inteligência encontrada até no âmago do menor átomo de substância. Desde o nível mais básico até ao mais avançado, a consciência existe e oferece a todos a possibilidade de evoluir. Se libertar das limitações é evoluir. Se libertar de ter que reagir respondendo na mesma frequência em que foi impactado, é evoluir.
Conseguir a liberdade envolve um trabalho árduo e contínuo, desenvolvido ‘de passinho em passinho’, num processo que leva o ser humano a vir gradativamente conseguindo se observar, se revelando, se aceitando, se amando e se irradiando naquilo que ele é em essência.
A liberdade é o resultado do despertar para o valor interno da vida e o valor de cada vida para o todo.
Talvez este seja um tempo de uma iniciação silenciosa que traz uma grande esperança para toda a humanidade.
Um tempo de se abrir para receber mais do que conceitos, receber a inoculação em seu próprio coração de temas mais profundos, pertinentes à essência, que farão com que cada um perceba a grandeza inerente à sua própria condição humana e a força poderosa que pode emergir das profundezas do seu próprio ser.
E perceba assim, a responsabilidade que tem em sua resposta ...


Nenhum comentário:

Postar um comentário