SINTONIA . CONHECIMENTO DIRETO . CELEBRAÇÃO fortalecimento interno . consciência . integração . agni@agni-ec.com.br


sábado, 5 de setembro de 2015

A QUE EU DIGO SIM?
1.
Já é sabido do todo espiritualista, mas só para lincar o assunto...
O ser humano vem ao mundo para evoluir como espirito que é em essência, através das ‘provas’ que passa durante a sua vida.
Quanto mais puder responder a estas provas com amor, ou seja, em paz e serenidade, mais estará realizando o seu verdadeiro trabalho sobre si.

2.
O roteiro geral, ou seja, a natureza de suas provas, isto é, o tipo de experiências pelas quais o ser deverá passar, já está definido e aprovado pelos próprios feitos e merecimentos anteriores, de si mesmo. É a Lei. Quanto a isto não há escolha.
E para que tal aconteça dentro do script, as circunstâncias de sua vida, os tipos de encontros e desencontros, tudo já está devidamente roteirizado.

3.
Cabe ‘apenas’ ao homem manifestar seu ‘livre arbítrio’, sua ‘opção’, sua ‘escolha’, quanto à forma como vivenciará tal enredo.
Apenas??!! Mas isto é o mais importante de tudo...não importa qual contexto...não importa qual roteiro...o essencial é o ‘como’ se vivencia!
Apenas, no sentido de enfatizar que é exclusivamente! essencialmente! prioritariamente!

4.
Portanto, se é só e exclusivamente isto que lhe cabe optar, o ser humano deveria dedicar-se a isto com mais afinco e consciência! Pois tudo o mais não é de sua alçada.
Deveria estudar esta questão do ‘livre arbítrio’ para compreendê-la e exercê-la cada vez com mais consistência e propriedade.
Saber que por seu ‘livre arbítrio’ pode se fixar nos negativismos e limitações dos valores humanos, se cristalizar no sofrimento constante.
E também por seu ‘livre arbítrio’ pode buscar se libertar destas âncoras que querem aprisioná-lo cada vez mais na densidade e vir se abrindo para poder conhecer do ‘conhecimento direto’ o ‘reino da perfeição’ que já está em si mesmo.
Dedicar sua atenção, que é seu bem mais precioso, para saber mais de si no desempenho de sua vida...Para reconhecer-se melhor na vivência de sua vida.
Para perceber que as opções que tomar a cada passo no seu dia a dia, o conduzem a determinado lugar, que poderá estar mais próximo ou mais distante de sua verdadeira essência e do cumprimento do seu plano divino.

5.
Portanto a indagação ‘A QUE EU DIGO SIM?’ poderá fornecer ao estudante consciente uma indicação de para que rumo o barco de sua vida está se dirigindo. 
Para que possa confirmá-lo ou convertê-lo, caso sinta que esteja na direção ‘errada’.
E assim o ser vai tomando consciência de que todas as suas tomadas de decisão são importantes.
Desde as mais simples, às mais complexas.
Porque com certeza, o somatório de suas decisões caracterizará, por acumulação, uma determinada forma de viver e responder às provas da vida.

6.
Portanto o Projeto ‘A QUE EU DIGO SIM?’ tem exatamente este propósito.
De acordar o ser adormecido para a importância de suas escolhas, para que as pese bem...
E dimensione se o impacto de suas escolhas sobre sua vida não a está a lhe custar a própria vida...que passa a não ser vivida, mas passada em branco... e assim não cumpre seu propósito na tremenda oportunidade de evolução que é a própria encarnação.

7.
Vamos juntos levantar esta bandeira e fazê-la tremular diante de nós, nos lembrando a cada ‘SIM‘ que dissermos, para o que exatamente estamos dizendo SIM:

aos prazeres, aos excessos, aos medos, às intimidações de pessoas e circunstâncias, às doenças, às dúvidas, à força, à firmeza, à fé, ao viver em harmonia, a ceder a razão ao outro por amor, ao julgamento, à crítica, ao egoísmo, à menos valia de si e dos outros, à omissão, à presença, à mentira, à verdade, à inveja, ao ciúme, à dissimulação, ao engano, à clareza, à compaixão, à alegria...
Enfim... nos percebermos.

E passarmos a usar este privilégio, este direito sublime do ‘livre arbítrio’ com mais consistência e mais consciência, ao nos mostrar que somos nós os verdadeiros responsáveis pela nossa própria vida e seus únicos criadores e julgadores.




Nenhum comentário:

Postar um comentário