SINTONIA . CONHECIMENTO DIRETO . CELEBRAÇÃO fortalecimento interno . consciência . integração . agni@agni-ec.com.br


quarta-feira, 16 de outubro de 2013


TUDO E TODAS AS COISAS GIRAM EM VOLTA DO SEU UMBIGO??!
aquele que vive com a idéia de que o mundo gira de acordo com aquilo que ele acha que o mundo deve fazer, não vive a realidade de que cada coisa funciona por si só....que cada coisa funciona a partir de sua própria existência....
todos somos os primeiros a exigirmos a nossa liberdade! mas somos os últimos a darmos liberdade a qualquer coisa... não conseguimos nos relacionar com nada neste mundo, nem com o próprio deus, sem criar a idéia de eles são obrigados a nos servir, são obrigados a fazer as coisas do jeito que queremos, na hora que queremos!
como podemos exigir esta liberdade, se não queremos dar esta liberdade para ninguém?! queremos sempre manter todo mundo debaixo do nosso cabresto!
queremos sair pelo mundo como um ditador que sai ditando regras para que as coisas funcionem só a partir do que cada um quer..... somos incapazes de convivermos com os outros dando a eles a mesma liberdade que exigimos para cada um de nós!!!
a presunção de um saber a respeito de toda e qualquer coisa impele a este comportamento de tirano diante das coisas, das pessoas, das situações...
somente  a libertação maior, que é a libertação do próprio saber, pode nos conduzir a um verdadeiro estado de paz e harmonia....
porque qualquer saber, sempre será um saber relativo....valido momentaneamente e somente para cada um de nós, pois o saber do outro será diferente...e provavelmente divergente...e mesmo o nosso saber, no momento seguinte, será substituido por outro....e outro... e assim sucessivamente...sempre numa sequencia de ‘relativos’...
portanto chegar ao lugar do “NÃO SEI...PODE SER QUE SIM...PODE SER QUE NÃO”...pode trazer a libertação.... de permitir a liberdade de que cada coisa, cada ser, funcione a partir de sua própria existência!
E permitindo assim viver a vida em paz e harmonia!

Nenhum comentário:

Postar um comentário