SINTONIA . CONHECIMENTO DIRETO . CELEBRAÇÃO fortalecimento interno . consciência . integração . agni@agni-ec.com.br


quarta-feira, 10 de junho de 2015

 A TRAJETORIA DO FOGO
TRIGUEIRINHO

“ As limitações são transcendidas pela entrega ao Eu Supremo.
Ousar é a tarefa dos que buscam a realidade.”

À medida em que a crise planetária avança, a decisão dos indivíduos e grupos em aderir ao plano evolutivo vai sendo testada e tendo condições de se firmar e aprofundar. Esse fortalecimento das metas internas é inevitável, pois  assim se consolida na humanidade uma base adequada onde vibrações imateriais, correspondentes à vida futura da Terra, podem se estabelecer.

O consciente direito está despertando em muitos e tornando-se gradualmente ativo. Este despertar ocorre de maneira acelerada nos grupos de serviço evolutivo, e faz com que as forças do consciente esquerdo se organizem e assediem os que se abrem à transformação, tentando desviá-los da nova senda apresentada: a da pura intuição.

Nesta época, o nível de consciência mental é o campo onde esse confronto de forças se desenvolve de modo mais agudo, pois é na mente que se apoia o ego até render-se em definitivo à transcendência. A cada instante ocorrem embates, muitos dos quais nem chegam a aflorar. As forças espirituais, emanadas da alma e da mônada, e as forças renitentes impregnadas na matéria, sob a hegemonia do ego, compõem os dois polos a serem harmonizados no decorrer desta etapa. 

Este livro é dedicado aos que vivem estes confrontos de forças, e as sucessivas superações deles, e que doam suas vidas à verdade. São seres e grupos abnegados, na maioria anônimos, que buscam conhecer a lei e a ela servir.

Todavia, não é só a consciência humana que está em transição; o que se passa com ela é o reflexo da atual transição planetária que, por sua vez, é parte de um processo mais abrangente. 

Nesta etapa do planeta, estão se unindo indivíduos e grupos que, sob diferentes denominações, credos e metas, carregam a semente do futuro. Essa união não é externa nem formal, mas interna e subjetiva. Poderá projetar-se no mundo concreto  e emergir sem esforço; será decorrência de um estado interior já consumado. Portanto, não se dá pelo sincretismo, pelo ecumenismo, por pactos ou por qualquer meio externo, mas pela firme adesão ao Bem _ expressão das essência que de modo especial está estimulando a vida cósmica na Terra.


Para que isso se efetive em níveis concretos, é necessário que o indivíduo se abra para que as energias atuantes no universo, sob a forma de leis, habitem e permeiem o próprio ser. Numa primeira etapa trata-se de reconhecê-las; depois, de assumi-las; finalmente, de tornar-se uno com elas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário