SINTONIA . CONHECIMENTO DIRETO . CELEBRAÇÃO fortalecimento interno . consciência . integração . agni@agni-ec.com.br


sábado, 7 de fevereiro de 2015

reforço do amigo
1.  AFINANDO-SE(Prem Baba)
(...)“Pela musica, pelo canto, pelos bhajans...É assim que as sombras vão se dissolvendo. A escuridão não tem existência própria. A escuridão é apenas a ausência da luz. Não importa quão antiga seja a escuridão, como a escuridão de uma caverna. Com uma fresta de luz a escuridão desaparece. Conforme vamos nos sintonizando com a luz na forma da beleza, na forma do amor, na forma da caridade... Naturalmente as sombras vão se dissipando.
A alegria é o que você sente quando está sintonizado com a luz - júbilo. A alegria é a resposta de Deus para as suas orações.
Os bhajans têm o poder de acalmar a mente e também de chamar a luz. Eles têm o poder de te sintonizar com a luz. Por isso nós cantamos antes do discurso. Todo o universo é música. Luz é música. Sintonizar com a luz é sintonizar com a música; é entrar na harmonia da música. A música que está dentro e fora. Para isso, nós precisamos afinar nossos instrumentos e temos que respeitar o tempo do compasso.
Alguns instrumentos estão desafinados. Por isso existe o sofrimento (ou, se preferir, a escuridão). Quando você está em harmonia a sua alma dança; e o seu instrumento toca como parte da grande sinfonia.
Para que a canção da sabedoria possa fluir através de você é necessário purificar a língua, através do uso consciente da palavra. Através da sua língua pode fluir o néctar da vida, palavras que edificam, constroem, curam e iluminam; mas da língua pode fluir também um veneno mortal, que te intoxica e mata, assim como também intoxica e mata o outro. O néctar só pode fluir quando a consciência está no momento presente; quando você pode manter o coração aberto quando está se relacionando com o outro, quer esteja se comunicando com ele fisicamente, objetivamente, ou até mesmo indiretamente.
A palavra é um poder, um grande poder. A palavra, se usada com profunda concentração, tem o poder de materializar coisas. Com a palavra, você pode dar a vida ou a morte; você gera libertação ou aprisionamento; o karma que te libera ou o karma que te aprisiona. Por isso eu tenho insistentemente lhe convidado a cultivar o silêncio e a ancorar a presença. Num primeiro momento, o silêncio como um sadhana, que pouco a pouco vai lhe ajudar a ancorar a presença, para que a partir dela nasça o silêncio que é a eloquência de Deus. O silêncio que vem com calma e tranquilidade, com amor e sabedoria. Tudo que pode nascer desse silêncio é oração; é música e poesia.

Nós estamos aqui reunidos com o propósito de aprender a nos sintonizarmos com a luz. Com o propósito de afinar os nossos instrumentos. Isso pode ser muito desafiador para alguns, pois às vezes os instrumentos estão muito desafinados, ou as cordas estão envelhecidas. Então, você vai tocar o instrumento e a corta quebra, e você tem que trocá-la. Isso se o seu instrumento for de cordas como o de Saraswati. Se o seu instrumento for uma flauta (como a de Krishna) e você fica sem tocá-la há muito tempo, até conseguir se harmonizar com a respiração e conseguir fazer o alento passar pelo vazio da flauta, pode ser bastante desafiador. Há que se ter paciência, determinação, compromisso e disposição.”
MAIS

Nenhum comentário:

Postar um comentário